A decisão de concorrer a um cargo político

A competição política, como a guerra, não é uma escaramuça simples, em que pessoas de “pele sensível” se enfrentam. Ela exige, ao contrário, “pele grossa” para resistir os ataques, muita determinação e firmeza. Os melhores candidatos são operadores “duros”, capazes de aplicar tantos golpes quanto os que recebem.

Você deve estar preparado para lidar com gestos tocantes de apoio e solidariedade, assim como gestos de covardia e traição.Deve ser capaz de inspirar outros, de motivá-los, de identificar-se com os seus sentimentos e desejos, sem comprometer sua visão estratégica e racional.

“Não se faz campanha sem emoção, mas não se ganha sem planejamento e racionalidade.”

Autor: Francisco Ferraz

Blog do Banana

 

Deixe seu comentário