Agora é oficial: Lula é candidato à Presidência; nome do vice indefinido

Em encontro nacional ocorrido neste sábado (4), em São Paulo, o Partido dos Trabalhadores (PT) indicou, por unanimidade, o nome de Luiz Inácio Lula da Silva como candidato à Presidente da República. “Aos gritos de olê olê olá, Lula, Lula” o nome do ex-presidente, que encontra-se detido arbitrariamente há mais de três meses, foi citado, diversas vezes, em um tom de emoção pela militância petista. Não foi definido o outro nome da chapa.

Em meio a discursos e atividades culturais, registraram presença no local parlamentares, governadores, representantes políticos de partidos aliados, artistas, além da militância que lotava o auditório usando máscaras com o rosto de Lula.

“O golpe está em jogo”

Líder do PT na Câmara, o Deputado Federal Paulo Pimenta (PT-RS), afirmou  em sua fala que o Brasil nunca precisou tanto de Lula e Lula nunca precisou tanto do Brasil. “O que está em jogo é se vamos ou não derrubar o golpe, a miséria voltou a assombrar o nosso povo, é hora de voltarmos a governar esse País, e será com Lula”, ressalta.

O Senador Lindbergh Farias (PT-RJ) também fez uso da palavra, frisando que, apesar da condenação da Rede Globo e do juiz Sérgio Moro, Lula permanece crescendo nas pesquisas. “A foto que roda o mundo inteiro é de Lula sendo carregado pelo povo, muitos dizem que o ex-presidente irá desistir, mas, se eles impugnarem o nome de Lula, nós vamos até o fim”, salienta.

“Nós vamos eleger Lula e profundar a democracia, precisamos de democratizar os meios de comunicação, promover a reforma política, do judiciário”, acrescentou o Senador.

Relatos do Papa 

Celso Amorim, ministro das Relações Exteriores de  Lula por oito anos, reproduziu no encontro como foi sua audiência com o Papa Francisco. “Foi uma honra ser recebido pelo Pontífice, que entregou uma mensagem por escrito para o ex-presidente, evitando qualquer mal-entendido ou deturpação por parte da imprensa. O Papa tem total noção de que há arbitrariedades na mídia e na mídia hegemônica”, relata, referindo-se ao episódio do terso enviado diretamente pelo seu assessor ao ex-presidente.

“Rumo ao penta, nós estamos caminhando para o quinto mandato petista frente à Presidência da República”, salientou Fernando Haddad, coordenador de campanha do programa de Lula.

Lula Livre 

A presidente do PT, Senadora Gleisi Hoffmann (PT), orientou os delegados na votação, que levantaram seus crachás, por unanimidade, aclamando o nome de Lula como candidato oficial do PT à presidência da República. “apesar de vocês, dessa mídia golpista, Lula será eleito, nós não temos medo de vocês”, enfatizou.

A ex-presidente da República e candidata ao Senado por Minas Gerais, Dilma Rousseff, finalizou a primeira parte do encontro dizendo que nunca pensou que a música cale-se voltaria a ser tema do Brasil. “Mas temos que saber que a nossa luta é de todas as horas, nossa batalha é para eleger Lula  e aprovar uma Assembléia Constituinte, revogando as medidas do golpe”, disse, acrescentando: “Sou candidata ao Senado e vamos fazer uma votação histórica em Minas”. (247)

Deixe seu comentário