Bancada da oposição provoca Ministério Público Federal sobre irregularidades na licitação do Projeto Pontal em Petrolina

Nesta quinta-feira (07), os vereadores Cristina Costa, Gilmar Santos, Paulo Valgueiro, Gabriel Menezes e Domingos de Cristália da bancada da oposição  da Casa Plínio Amorim apresentaram ao Ministério Público Federal denúncia formal de irregularidades no processo licitatório para a seleção de lotes familiares do Projeto Pontal em Petrolina. O processo, que pretende licitar 299 lotes naquele projeto, é executado pela Codevasf – Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba. Muitas notícias na imprensa regional e nacional, apontaram possíveis irregularidades  na pré-seleção que teve seu resultado divulgado dia 15 de maio passado.

Os vereadores foram provocados por famílias de agricultores daquela região, que estão preocupados com a lisura da seleção dos irrigantes. No entendimento da bancada, a seleção não respeitou o princípio da impessoalidade, como deve ser, a partir do acesso a lista de pré-selecionados pela Codevasf.

A Bancada vai acompanhar a avaliação do Ministério Público Federal, na representação contra a Codevasf, favor dos agricultores familiares.

Informações e fotos da Assessoria de Imprensa da vereadora Cristina Costa (PT)

Deixe seu comentário