Brasil atropela Uruguai na estreia no Pré-Olímpico de vôlei, cedendo só 23 pontos

Fabíola e Adenizia comemoram ponto contra o Uruguai, na estreia vitoriosa do Brasil em São CarlosO Brasil fez o que dele se esperava e atropelou o Uruguai em sua estreia no Pré-Olímpico de vôlei, em São Carlos. Em menos de uma hora, o time comandado por José Roberto Guimarães fez 25-4, 25-12 e 25-7, cedendo apenas 23 pontos em toda a partida.

“O importante é que nós fizemos ficar fácil. O time delas não é bobo, forçava o saque toda hora. Mas a gente jogou concentrado o tempo inteiro e fez a nossa parte”, disse José Roberto Guimarães, ao fim da partida.

O jogo só retratou todo o favoritismo brasileiro decantado antes do início da competição. Atual campeã olímpica, a seleção é muito superior a todas as rivais mesmo não estando no seu melhor momento.

Nesta quarta, isso ficou ainda mais claro, já que o Uruguai tem um dos times mais frágeis da competição. Visivelmente mais baixas, as rivais das brasileiras não conseguiam parar os ataques da seleção, que colocou quase todas as suas atacantes em quadra e deu ritmo a atletas como Camila Brait, que alternou com Fabi na posição de líbero.

Mesmo quando o Brasil não acertava a mão, o Uruguai se complicava. As jogadoras erravam manchetes fáceis, batiam na cabeça na hora da recepção e dificilmente chegavam à rede em condição de colocar a bola no chão.

No segundo set, José Roberto acionou o banco de reservas, e a seleção viveu seu pior momento. Nada que mexesse muito no placar, mas a facilidade desconcentrou as brasileiras, que cometeram erros bobos e chegaram a ceder três pontos em sequência, raridade dentro da partida. No fim, mesmo assim, terminou 25 a 12 para o Brasil.

A parcial final foi diferente. Festejada pela torcida, Paula Pequeno entrou, foi para o saque logo no início e liderou uma série positiva de 15 pontos para o Brasil, que acabou fechando com 25-7.

Fonte: UOL

Blog do Banana

Deixe seu comentário