Chama olímpica se apaga no terceiro dia do revezamento

Multidão acompanha o revezamento da tocha pelo Reino Unido - Joe Giddens/ APA chama olímpica se apagou nesta segunda-feira durante o terceiro dia do revezamento pelo Reino Unido para os Jogos de Londres. O incidente aconteceu quando David Follett, um atleta paraolímpico de badminton, carregava a tocha em Great Torrington na província de Devon, localizada no sudoeste da Inglaterra.

O problema com a chama olímpica foi confirmado pelo Comitê Organizador da Olimpíada e Paraolimpíada de Londres. De acordo com eles, o incidente, que foi rapidamente resolvido, aconteceu em virtude de um “queimador com defeito”.

Tais ocorrências são bastante comuns e os organizadores mantêm uma “chama mãe” em uma tocha de segurança, que é acionada nesses casos, o que aconteceu nesta segunda-feira. Assim, Follett recebeu esta tocha e deu sequência ao seu percurso.

A corrida de revezamento da tocha olímpica culminará com a realização da cerimônia de abertura dos Jogos de Londres, marcada para o dia 27 de julho. Até lá, a chama vai percorrer quase 13 mil quilômetros no Reino Unido, passando por 1.018 localidades. A tocha será carregada por mais de 8 mil pessoas.

Fonte: Agência Estado

Blog do Banana

Deixe seu comentário