Cidadão debate com prefeito Miguel Coelho e diz que as prioridades dos petrolinenses vão além do Bodódromo

2018 começa com um debate acalorado pelas redes sociais em Petrolina, entre um eleitor, contribuinte e professor da Univasf, João Alves, e o Prefeito Miguel Coelho (PSB). À espera do prometido “Novo Tempo” na cidade e o cumprimento das demandas consideradas prioritárias apresentadas nas ruas por Miguel em 2016, o educador questionou ao prefeito sobre o anúncio da reforma do entreposto comercial privado localizado no Bairro Areia Branca, elencado como uma das prioridades do executivo municipal.

“Antes de terminar o ano, tem mais uma novidade pra 2018: o Bodódromo será reformado nos próximos meses, galera! E, olhe, vai ficar top demais com as melhorias na iluminação (…)”, escreveu o prefeito.

Em provocação a postagem do prefeito Miguel, João questionou: “Bodódromo? Isso é que é critério de prioridade!!! A cidade se acabando em esgoto a céu aberto…E a prioridade não é saneamento…..é o Bodódromo………. sinceramente, quantos casos de Leishmaniose serão necessários pra o prefeito entender que ESGOTAMENTO SANITÁRIO DEVE SER PRIORIDADE”.

O prefeito, por sua vez, retrucou: “Você que está definindo o Bodódromo como prioridade, João. Minha prioridade é Petrolina inteira. Minha prioridade foi aumentar o número de vagas na rede municipal em 5 mil, foi dobrar o número de procedimentos nas rede de saúde, foi anunciar a duplicação da Sete de Setembro, Honorato Viana, a reforma do matadouro(…)”.

Em réplica, João Alves rebateu: “Sr. Prefeito, não fui eu quem coloquei o Bodódromo como prioridade , o Senhor foi que o tratou assim quando divulga em sua página como um grande feito…..de fato não consegui perceber esse aumento de vagas na educação, vi mães chorando na Câmara de vereadores por não terem mais atendimentos nas escolas pra seus filhos autistas, vi minhas alunas que têm filhos pequenos terem que levá-los para a universidade por não conseguirem vagas nas creches, vi meus alunos desesperados por chegar o período de estágio obrigatório e não encontrarem as vacinas necessárias nos postos”.

O Educador prossegiu na sua argumentação: “Isso é só um pequeno exemplo pra o senhor entender que prioridade pra mim é QUALIDADE DE VIDA , e que saneamento BÁSICO , como o próprio nome diz, é Básico para se ter um mínimo de qualidades de vida…..moro num bairro não saneado, o Loteamento Rio Jordão, mas cujas casas têm fossas…no entanto temos o desprazer de ver escorrer em nossas portas o esgoto a céu aberto que vem do bairro Fernando Idalino….. nossos cães estão morrendo de Leishmaniose, em breve serão as crianças e os idosos do bairro, pois trata se de uma zoonose (…)”.

Deixe seu comentário