Convênio entre Facape e DP-BA permitirá estágio de estudantes de Serviço Social no órgão

????????????????????????????????????

Os estudantes do curso de Serviço Social, da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina – Facape, poderão atuar junto aos cidadãos de Juazeiro, que buscarem os serviços da Defensoria Pública do Estado da Bahia (DP-BA). A proposta de parceria, que permitirá o estágio, foi dialogada nesta terça-feira (6) entre o presidente da Facape, Antonio Habib e o subcoordenador da 5ª Regional da DP-BA e professor da Facape, André Lima Cerqueira.

Durante a reunião, foram discutidos os termos que irão reger o convênio entre as Instituições. Segundo o presidente da Facape, Antonio Habib, a perspectiva é que já neste semestre os estudantes do curso passem a iniciar as atividades. André Cerqueira, subcoordenador da DP-BA em Juazeiro, explica que o papel da Defensoria Pública é oferecer serviço jurídico gratuito à população e que o órgão disponibiliza um núcleo psicossocial, que presta acolhimento social aos assistidos pela Defensoria. Ainda segundo o defensor, é neste setor que os estagiários contribuirão, supervisionados por profissionais da área.

O presidente da Facape, Antonio Habib, antecipa que a formatação do convênio ainda está sendo estudada e que questões como critérios de seleção e conversão das horas trabalhadas em ACC ou estágio curricular estão sendo avaliadas. “Esta é mais uma parceria que estamos firmando para que os estudantes tenham a possibilidade de exercitar na prática a teoria que veem em sala de aula. Nosso objetivo é sempre ampliar o campo de atuação deles e estamos de portas abertas para a Defensoria Pública do Estado da Bahia e todos os órgãos que permitam esta troca de experiências”, avalia o presidente.

Os estudantes selecionados para atuar no órgão terão à disposição todo o apoio para desenvolver suas atividades. “Vamos disponibilizar todo o aparato técnico, logísticos e profissionais para coordena-los, permitindo que tenham um aprendizado prático e que possam contribuir com o trabalho da Defensoria Pública também”, antecipa o defensor público, André Cerqueira.

Ascom

Deixe seu comentário