Crédito emergencial para a seca pode ser sacado a partir dessa segunda-feira

Os agricultores familiares baianos dos 232 municípios que decretaram situação de emergência por causa da seca poderão sacar, a partir desta segunda-feira (14), nas agências do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), o crédito emergencial. A informação foi prestada pelo superintendente estadual da instituição, Nilo Meira Filho, durante reunião de trabalho com o secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles. Também participaram do encontro o diretor de negócios do BNB, Paulo Sérgio Rebouças Ferraro; o gerente do Pronaf e Programas de Crédito Fundiário do BNB em Fortaleza, Luis Sérgio Farias; a gerente de negócios da instituição, Maria das Graças Tourinho, e o superintendente de Agricultura Familiar da Seagri (Suaf), Wilson Dias.

Com juros de 1% ao ano para pequenos agricultores (até R$12 mil), e de até 3,5% ao ano para os grandes (de R$12 mil a R$100 mil), os recursos serão utilizados como capital de giro, investimento e custeio para todas as despesas inerentes à agricultura e agropecuária, demandas urgentes e comuns aos agricultores dos municípios que decretaram estado de emergência. O agricultor conta ainda com um bônus de adimplência de 40% sobre as parcelas de financiamento pagas em dia. “A partir de segunda, os beneficiários do Pronaf B, com renda familiar anual de até R$ 6 mil, devem procurar o BNB, onde terão auxílio para apresentação da proposta”, explicou o superintendente do BNB, Nilo Meira.

De acordo com informações do BNB, os produtores inseridos nos demais grupos do Pronaf, com faixa entre R$ 2,5 mil e R$ 12 mil, após seguirem as mesmas recomendações, terão as propostas aprovadas em até 48 horas pelo agente financeiro, com desembolso imediato. Em relação a valores entre R$ 12 mil e R$100 mil, este prazo se estende, e o banco tem até dez dias para liberação dos recursos. Todos os beneficiários terão até oito anos para pagar e três anos de carência.

Ascom Seagri

Deixe seu comentário