Dengue avança 88% no Estado no 1º semestre

 / Foto: Alexandre Gondim/JC ImagemPernambuco registrou aumento de 88,45% nos casos de dengue no primeiro semestre deste ano, em comparação com mesmo período de 2011. De janeiro a junho de 2012 foram notificados, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), 50.645 casos da doença (17.991 confirmados), em 183 municípios, contra 26.874 notificações (11.852 foram confirmadas) no mesmo intervalo do ano passado.

A diretora de Controle de Doenças e Agravos da SES, Roselene Hans, explica que uma série de fatores pode ter provocado o aumento, inclusive o fato de em 2011 a quantidade de casos ter diminuído 36,63% em relação a 2010.

“A população acaba arrefecendo. E isso pode trazer prejuízos no ano seguinte”, alerta, lembrando da descoberta da dengue tipo 4, um novo tipo de manifestação do vírus, na Região Metropolitana, no início deste ano. “Em 2011 o tipo 4 já havia sido encontrado no Sertão, mas é novidade na RMR, fato mais preocupante, já que atinge uma área grande, onde há agravantes como maior densidade populacional e racionamento d’água.”

O Recife está entre as dez cidades com maior percentual de notificação: 23,34%. Nos outros municípios o percentual é bem menor: Jaboatão dos Guararapes (5,62%), Caruaru (5,30%), Olinda (3,94%), Afogados da Ingazeira (3,89%), Cabo de São Agostinho (3,60%), Paulista (2,85%), Abreu e Lima (2,80%), Ipojuca (2,23%) e Igarassu (1,95%).

Em relação à dengue grave (com complicação ou hemorrágica), houve uma melhora significativa, pois a Secretaria de Saúde recebeu 214 notificações este ano, com 63 casos confirmados. Em 2011, no mesmo período, foram confirmados 429 casos.Em 2012, também houve 46 mortes suspeitas. Dessas, 11 foram confirmadas: três no Recife, três em Olinda, duas em Jaboatão dos Guararapes, uma em São Lourenço da Mata, uma em Pesqueira e uma em Camaragibe. No mesmo período de 2011, houve a notificação de 66 óbitos suspeitos, 40 deles confirmados.

A Secretaria Estadual de Saúde salienta que as ações de combate à proliferação do mosquito continuam sendo desenvolvidas. “Providenciamos, recentemente, melhorias no trabalho de campo dos municípios, um novo larvicida já foi colocado em diversas regiões do Estado, onde também está se verificando os índices de infestação. E em breve serão preparadas equipes para atuar no próximo verão”, garantiu Roselene Hans. A diretora apela para que denúncias sejam feitas e dúvidas tiradas pelo número 0800-286-2828.

 Fonte: JCOnline

Blog do Banana

Deixe seu comentário