Em nota Compesa rebate prefeito Miguel Coelho

A Compesa demonstrou surpresa com a decisão do Prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, em anunciar a privatização dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário no município, com quem a Companhia tem um Contrato de Concessão firmado em 2007 e que tem vigência até 2037. A informação divulgada hoje (15) pela prefeitura vem em sentido contrário às tratativas iniciadas com o Prefeito Miguel Coelho, desde que assumiu o mandato à frente da gestão municipal.
Desde o início do ano, o diálogo entre a Prefeitura e a Compesa estava transcorrendo de forma satisfatória, trazendo benefícios para a população de Petrolina. “Ficamos surpresos com a proposta de privatização em Petrolina. A Compesa apoiou a operação de combate a ligações irregulares na rede de esgotos, atuou em parceira na limpeza da Orla, iniciou obras importantes de abastecimento de água como está realizando no Serrote do Urubu e obras de esgotamento sanitário como está fazendo nos bairros do Vale do Grande Rio, Pedro Raimundo e Jardim Amazonas. Além disso, estamos prontos para iniciar o Esgotamento Sanitário do Park Jatobá, num investimento de R$ 4,6 milhões que depende apenas de chegarem os recursos da Codevasf. Por fim, trabalhamos duro nos meses de novembro e dezembro para vencer a burocracia e conseguimos assinar contrato de empréstimo de R$ 38 milhões para investir em Petrolina”, pontuou o Presidente da Compesa, Roberto Tavares.De fato, no último dia útil do ano o Presidente da Compesa foi a Brasília assinar o Contrato de financiamento de R$ 38 milhões para investimentos em Petrolina, pleito que o Prefeito Miguel Coelho havia feito desde o início das negociações. As áreas que serão beneficiadas são as mais reclamadas em Petrolina, justamente por terem obras que foram iniciadas pela própria Prefeitura em diversas gestões anteriores e nunca foram concluídas nos bairros de Antônio Cassimiro, Dom Avelar, Terras do Sul, Santa Luzia, São Jorge, São Joaquim, Padre Cícero, Vila Débora e Mandacaru, deixando de beneficiar mais de 60 mil moradores.

Independente do posicionamento político do prefeito, o presidente da Compesa reafirma que a linha do Governador sempre foi, em respeito à população, não misturar contingências políticas e gestão. “Tenho a orientação do Governador Paulo Câmara para seguir planejando, idealizando e realizando investimentos em prol dos petrolinenses, e para isso contamos um Plano de Investimentos bastante arrojado para os próximos anos”.

Nos últimos anos, a Compesa investiu mais de R$ 150 milhões no município com destaque para construção do Sistema Vitória, de abastecimento de água, e a construção de um moderno sistema de esgotamento sanitário, o que garante ao município uma situação privilegiada quando comparada com outros municípios do Estado e que precisa continuar avançando

Ascom
Deixe seu comentário