Em Pernambuco, a eleição será decidida entre o palanque de Lula e o de Temer. Você aposta em qual deles?

Apesar de toda a indefinição das candidaturas na política brasileira, em Pernambuco o quadro começa a ficar afunilado e definido depois da visita da presidenta nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffman. Depois de uma longa conversa e diálogo com a direção estadual, a senadora demostrou a importância  da aliança nacional em favor da pré-candidatura do ex-presidente Lula que está em Curitiba como preso político. A senadora, que é uma liderança de confiança do ex-presidente, defende uma aliança nacional dialogando também com o governador de Pernambuco Paulo Câmara, o qual pontuou a importância de uma aliança com o partido socialista em defesa da soberania nacional durante coletiva  na manhã desta quinta  no Palácio Campos das Princesas ao lado da senadora.

Diante desses últimos acontecimentos em Pernambuco, a eleição deve polarizar mais uma vez entre Amando Monteiro (PTB) e o governador Paulo Câmara (PSB), depois da retirada da pré-candidatura de Marília Arraes (PT), a qual deve disputar uma vaga para a Câmara Federal com expressiva votação – como foi  a do seu avo, o ex-governador Miguel Arraes. Além disso, deve fortalecer o palanque de Lula ao lado de Paulo Câmara, contrapondo o palanque de Michel Temer e de seus aliados como Armando Monteiro (PTB), Mendonça (DEM) Filho, e Bruno Araújo (PSDB), que devem compor também a chapa majoritária.

Por fora, corre também o ex-prefeito de Petrolina Julio Lossio (Rede), que poderá também fortalecer o palanque do governador com sua pré-candidatura ao governo do estado.

Diante desse novo cenário, você apostaria em qual deles? Para poder preservar o que resta da sofrida democracia?

Blog do Banana

Deixe seu comentário