Fresenius Medical Care lança site sobre terapia que é revolução tecnológica em diálise

O rim pode ter sua função substituída por um equipamento, que faz a filtração do sangue, em procedimentos que duram até quatro horas, com a periodicidade de três a seis vezes por semana. Acaba de chegar ao Brasil – trazida da Europa – uma nova terapia que renova a esperança dos doentes renais: a hemodiafiltração de alto volume, também conhecida como HighVolumeHDF®. Esta terapia se diferencia da hemodiálise porque permite uma melhor remoção de toxinas, que são nocivas para o organismo. Estudos científicos demonstram que com este tratamento, o paciente é menos hospitalizado, tem uma melhor qualidade de vida e menor mortalidade.

A responsável por dar acesso ao brasileiro a este tipo de evolução tecnológica em saúde é a multinacional alemã Fresenius Medical Care, que está há mais de 40 anos no país oferecendo serviços, equipamentos e tecnologia para tratar a doença renal. E para esclarecer dúvidas de profissionais de saúde, a Companhia acaba de lançar o site www.highvolumehdf.com.br.

Atualmente, segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia, há no país 120 mil pessoas em Terapia Renal Substitutiva, mais do que o dobro do que havia no início do século passado. São realizados cerca de 14 milhões de procedimentos todos os anos (incluir fonte). Na Europa, cerca de 20% dos pacientes em diálise realizam HighVolumeHDF®, que é reconhecida como a modalidade de tratamento de diálise mais eficaz e que mais se aproxima da função natural do rim. Em Portugal, por exemplo, 60% de todos os pacientes em diálise realizam a terapia HighVolumeHDF®, que está agora chegando ao Brasil, trazida pela Fresenius Medical Care. Lá são 32 hospital públicos e 92 clínicas de diálise privadas oferecendo a terapia – em 93% dos casos os equipamentos são da Fresenius Medical Care. (incluir fonte)

Os benefícios da HDF de alto volume são:

– Redução do risco de queda da pressão arterial durante a diálise

– Mais disposição para as atividades diárias e melhor qualidade de vida

– Redução de episódios de internação

– Melhor sobrevida

Estudos que comprovam a eficiência do tratamento – O maior estudo sobre esta terapia foi realizado na Espanha, encomendado pelo governo da Catalunha (Estudo ESHOL), com 906 pacientes, sendo destes 450 em hemodiálise e 456 em hemodiafiltração de alto volume, e acompanhados por 36 meses. Os resultados demonstraram 30 % de redução da mortalidade por todas as causas, 22% de redução de risco de todas as causas de hospitalização e 28% de redução do risco de incidência de episódios de hipotensão (pressão baixa) durante o tratamento.

Fresenius Medical Care – Com sede em Bad Homburg, na Alemanha, é a maior companhia provedora de produtos e serviços para indivíduos com doenças renais, dos quais cerca de 3,2 milhões estão em tratamento dialítico. Por meio de uma rede de 3.752 clínicas de diálise, a Fresenius Medical Care fornece tratamento a 320,960 mil pacientes ao redor do planeta. A multinacional é também líder na fabricação de produtos para diálise como máquinas e dialisadores. Com time formado de 114 mil colaboradores, distribuídos pelos cinco continentes, a empresa está presente no Brasil há mais de 40 anos.

Ascom

Deixe seu comentário