Gleisi rebate Rui Costa: ‘não queremos votos de quem apoiou o impeachment’

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), rebateu nesta quarta-feira (14) as declarações dadas pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT), para quem o partido pode apoiar outro candidato, fora da legenda, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não dispute o Palácio do Planalto. O chefe do executivo baiano também defendeu que a sigla esqueça o golpe e foque no diálogo com o povo.

Segundo Gleisi, o partido não deve almejar votos de quem apoiou o impeachment nem cogitar uma alternativa a de Lula. “O impeachment [da ex-presidente Dilma Rousseff] foi um golpe contra a democracia que não tem como ser apagado da história. Por isso, a gente não quer votos de quem apoiou o impeachment”, disse ela. A entrevista oi concedida ao Uol, que também entrevistou o governador (veja aqui).

A parlamentar afirmou que a posição do correligionário não reflete o pensamento da direção do partido, mas que respeita a avaliação dele.

Ao defender que o PT esqueça o golpe, Costa disse que “não adianta ficar brigando com aquele momento histórico, seus erros, seus acertos. Nós temos que dialogar com a sociedade e chamar quem quer compor o Brasil em novas bases éticas, onde a gente consiga pactuar mudanças estruturais”, afirmou. (247)

Deixe seu comentário