Licitação fraudulenta: Ex-prefeito Pedro Gildevan e Wagner Mororó tem segunda condenação na Justiça Federal em menos de uma mês

O ex-prefeito Pedro Gildevan (PSD), juntamente com o servidor público municipal de carreira, Francisco Wagner Diniz Mororó, os quais pretendem concorrer ao cargo de prefeito em 2020, poderão ter seus direitos políticos suspensos por 06 anos, ficando inelegíveis em função da lei da ficha limpa.

Isso ocorrerá caso haja  condenação por um colegiado em 2ª instância, o que deve ocorrer nos próximos 08 meses. O processo 0000319-37.2013.4.05.8309 e a sentença da 27ª Vara Federal de Ouricuri condenaram os réus por fraudar licitações.

No caso de Wagner Mororó, que é servidor efetivo do município, poderá haver demissão por justa causa e multa de 10 mil reais, depois do trânsito em julgado.

 

Blog do Banana

Deixe seu comentário