Mary Ann Saraiva recebe Título de Cidadã Petrolinense em sessão solene na Câmara de Vereadores

“Quando eu vim do sertão, seu moço, do meu Bodocó.

A malota era um saco e o cadeado era um nó. Só trazia a coragem e a cara, viajando num pau-de-arara. Eu penei, mas aqui cheguei(…)”. É com essa melodia sertaneja do Rei do Baião, Luiz Gonzaga, interpretada pelo sanfoneiro Flávio Baião, que a Professora e Ambientalista Mary Ann Saraiva, fora contemplada com o Título de Cidadã Petrolinense, no Plenário da Câmara de Vereadores de Petrolina, na noite da sexta-feira (20 de abril).

Com a plateia lotada de familiares, amigos e personalidades da sociedade petrolinense, o evento teve a presença também dos vereadores Aero Cruz, Cristina Costa, Ibamar Fernandes, Paulo Valgueiro, Maria Elena, Gilberto Melo, e o autor do Título, (aprovado na Câmara por unanimidade), vereador Zenildo Nunes.

“É com muita felicidade e honra que te entrego esse Título de Cidadã Petrolinense, a senhora desenvolve um importante serviço na educação do nosso município. Continue fazendo este trabalho”, pontuou Nunes.

Filha de Vaqueiro, há 30 anos a homenageada e família fizeram êxodo rural: saíram do Sertão de Bodocó para Petrolina, em busca de dias melhores na Terra dos Impossíveis. Dada a leitura, como estudante viajava semanalmente para a Capital Pernambucana, foi destaque na sala de aula e escolhida pelos professores como a melhor aluna da sua turma. Tanto esforço refletiu no mérito do seu mestrado pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco). A nova cidadã petrolinense foi recentemente homenageada pelo seu orientador como a aluna que concluiu em menor tempo e com a maior nota da história da UFPE.

A trajetória de vida de Mary Annn, contada no púlpito da Câmara pela sua irmã Hermiete Saraiva, emocionou o público presente à solenidade. Entre outras informações pertinentes, Hermiete ressaltou que como professora Mary iniciou sua carreira pedagógica com grande mérito. “Foi a primeira colocada no concurso de professores do Estado de Pernambuco, Sertão do Araripe. Já em 2008, conquistou também o primeiro lugar no concurso de docente no Instituto Federal do Sertão de Pernambuco”, lembrou. E completou que a irmã “implementou em Petrolina um projeto ‘ousado e inovador’ sendo o pilar da fundação do curso Bios Petrolina”, contou a emocionada Hermiete.

Contendo as lágrimas de alegria e ovacionada pelo público que a prestigiava atentamente, Mary Ann com a sabedoria adquirida, destacou que é – Ambientalista, Ribeirinha e Catingueira. Ama a caatinga e o Rio São Francisco, enfatizou que “sonha e luta para que toda a população cuide de nossas maiores riquezas: o rio e a caatinga”.

Antes de concluir seus agradecimentos a mais nova cidadã petrolinense fez uma homenagem especial a sua irmã Hermiete Isabel Saraiva Bezerra. “Muito do que sou devo a você minha irmã, meu anjo da guarda de carne e osso”, contou, destacando ainda a importância da família na sua trajetória e agradeceu ao marido e aos três filhos pedido para que ambos guardassem na memória, o registro daquela sessão solene especial do dia 20 de abril de 2018.

Fotografia: Wesley Lopes

Por Jean Brito

Deixe seu comentário