Menino lê 15 livros em seis meses e surpreende durante Flisertão, em Petrolina

O menino petrolinense, Guilherme Alves Pereira, de 11 anos, leu nos últimos seis meses 15 livros, entre clássicos da literatura mundial, a exemplo de ‘Os Miseráveis’, do escritor francês Victor Hugo e ‘Dom Quixote de La Mancha’, do espanhol Miguel de Cervantes, além do romance juvenil brasileiro ‘Meu Pé de Laranja Lima’, de José Mauro de Vasconcelos.

O relato foi feito no último sábado (1), durante uma série de reuniões dos clubes de leitura do Plenus Colégio e Curso, realizadas no palco principal da 1ª edição do Festival de Literatura do Sertão – FliSertão, no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, em Petrolina – PE. Guilherme Alves cursa o 6º ano na escola e desde 2017 participa do clube de leitura ‘Leia’, quando estabeleceu a incrível marca de 80 livros lidos na íntegra durante todo o ano.

Os clubes ‘Leia’ com alunos do 6º ao 8º Ano do Ensino Fundamental, ‘Leia Mais’ feito pelos sócios do 9º Ano a 3ª série do Ensino Médio e Viva Leitura (Plenus Junior – Educação Infantil) foram criados pela professora Simone Ramos (in memorian) em 2009 e hoje contam com mais de 400 integrantes.

De acordo com o professor e coordenador da iniciativa, Genivaldo Nascimento, a média anual de livros lidos pelos participantes é de 9,8 bem acima da média nacional, que é de 1,85 livros por pessoa, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Pró-Livro. O projeto funciona assim: a escola faz uma lista de livros para cada faixa etária e deixa disponível na biblioteca. O aluno pega o livro gratuitamente, leva para casa e tem um prazo para terminar a leitura. O passo seguinte são as reuniões.

“Procuramos oxigenar o saudável hábito da leitura com encontros como esse. Já fizemos reuniões em parques e espaços culturais da cidade onde os alunos sócios dos clubes falam das suas leituras e trocam ideias recomendando uns aos outros as próximas obras”, explicou, acrescentando ainda que os alunos gostam mais dos gêneros literários épico, lírico e dramático e que as reuniões funcionam como gatilhos motivadores.

Nascimento lembrou ainda que em cada encontro os alunos acumulam cinco pontos e que ao final do projeto serão convertidos em um Vale-Livro, que poderá ser descontado em livraria e sebos de Petrolina e Juazeiro. Estes pontos também poderão se transformar em notas nas disciplinas de Redação, Português e Literatura.

 

Clas Comunicação

Deixe seu comentário