Mesmo com o legado de cortes de verbas para a educação, Mendonça diz que universidades recebiam do governo, 100% de custeio

Para boa parte do mundo acadêmico nunca se viu tanto investimento na educação nos governos de Lula e Dilma, ambos investiram mais de 29 bilhões na valorização das universidades federais brasileiras. No entanto, após o golpe parlamentar que derrubou o governo democraticamente eleito pelo povo o que se vê são pedras no caminho do investimento na educação: universidades com possibilidade de “fechar as portas definitivamente” devido a dificuldades financeiras e corte de recursos do governo federal.

Ministro da Educação da era Temer, o deputado federal José  Mendonça Filho (DEM/PE) que está cumprindo agenda política no sertão, na cidade de Petrolina, descorda da tese defendida pelos acadêmicos no tocante a crise financeira nas universidades.

 “ Durante meu tempo de ministro as universidades federais recebiam 100% do custeio. Fato que não acontecia há dois anos”, alfinetou o pré-candidato ao senado pelo grupo Pernambuco Vai Mudar.

Deixe seu comentário