No 9º dia de greve dos caminhoneiros, atacadões estão com 90% dos estoques abastecidos em Petrolina

Diante da recessão que o governo de Michel Temer vem provocando na sociedade brasileira, com a retirada de diretos dos trabalhadores e com a venda de nosso patrimônio público, que colocou o Brasil na contra mão do crescimento com 14 milhões de desempregados, a situação vem se agravando com a greve dos caminhoneiros que já está no seu 9º dia. A greve não tem prazo definido para acabar.

Em Petrolina, os atacadões de alimentos mantiveram cerca de 90% dos seus estoques abastecidos. O motivo dos estoques ainda estarem bem recheados é o baixo poder aquisitivo da população brasileira, que não tem renda para preparar o seu estoque caso a greve se prolongue. O governo fala em inflação baixa, mas sem consumo não existe inflação.

Deixe seu comentário