Notícia abafada: oficial da PM comete suicídio após sofrer pressões na PM de Pernambuco

O fato ocorreu no último dia 10, mas a tropa de choque do Governador Eduardo Campos entrou em ação e abafou o caso, principalmente no interior do Estado, onde a maioria esmagadora dos prefeitos e veículos de comunicação são sistematicamente cooptados pelo rolo compressor do PSB. Quem estava no prédio-sede da Secretaria de Planejamento (Seplag) do Governo de Pernambuco presenciou uma tragédia na quinta-feira (10 de maio). O comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Marivaldo de Lima, deu um tiro contra a própria cabeça. Em outro andar, no mesmo prédio, estava acontecendo uma reunião do programa Pacto pela Vida.

Pressões para atingir as metas do “Pacto pela Vida” podem ter levado o coronel a cometer suicídio, segundo a associação da classe. “São metas humanamente inatingíveis com as condições em que trabalhamos, viaturas sucateadas, armamentos ultrapassados, carga-horária exaustiva e um assédio moral que nunca tem fim”, relatou um oficial que trabalha no sertão central de Pernambuco.

De maneira vil e sorrateira, a equipe de comunicação do Governador espalhou para a imprensa da capital que o coronel Marivaldo se suicidou porque estava “cheio de dívidas”. Na verdade, quem está cheio de dívidas é o Governo de Pernambuco, que persegue, maltrata, faz assédio moral e mente a respeito dos números no que diz respeito à segurança pública.

 

P.S.: será que Eduardo Campos vai ser o próximo a processar judicialmente o nosso blog?

 

Deixe seu comentário