Pouco a pouco, Temer mata o Farmácia Popular

Pouco a pouco, Michel Temer vai matando o programa Farmácia Popular, um sucesso dos governos democráticos dos presidentes Lula e Dilma. O governo federal descredenciou 1.729 drogarias em todo o país do Programa Farmácia Popular, conforme publicação desta sexta-feira (18) da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, no ‘Diário Oficial da União’ (DOU). O número equivale a mais de 5% do total de 31 mil unidades que fornecem os medicamentos disponíveis no ‘Aqui tem Farmácia Popular’, segundo informa o Valor.

A medida foi assinada pelo ex-ministro Ricardo Barros, dias antes de deixar a pasta, e implementada por seu sucessor, Gilberto Occhi, ex-presidente da Caixa Econômica Federal. (247)

Deixe seu comentário