Segundo lugar disputado

   

Fernandinho Filho comemora o empate técnico com Odacy Amorim nas pesquisas, mas insiste em ignorar a candidatura petista. Correndo por fora, Odacy segue firme e confiante na sua baixa rejeição. Ambos centram fogo no prefeito Julio Lóssio, que vem crescendo a cada dia tanto em intenção de voto quanto em aprovação da sua gestão em Petrolina.

A grande dúvida dos candidatos de oposição é: atacar os eleitores do prefeito ou do adversário que ocupa a 2ª posição na preferência do povo? Independente da estratégia adotada por Odacy ou Fernandinho Filho, a questão mais urgente é chamar para si a responsabilidade de manter o município com os índices de desenvolvimento em elevação e conciliar este compromisso com uma agenda de desenvolvimento social e humano que também cresce a cada dia. Segundo o CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – do Ministério do Trabalho, Petrolina está em 12º lugar nacional no ranking das cidades que mais gerou empregos com carteira assinada no primeiro semestre de 2012.

E não pára por aí: a cidade ganha renome internacional com o programa Nova Semente, realiza o maior programa habitacional de Pernambuco, moderniza o ensino público municipal e consegue recursos federais sem a paternidade do governador Eduardo Campos. Com tanta melhoria na cidade, quem se propõe a fazer diferente? Quem vai descolar um do outro no empate acirrado do 2º lugar na corrida pela prefeitura de Petrolina?

Blog do Banana

Deixe seu comentário