Trabalhadores da Transnordestina ainda sem acordo

Mais uma reunião terminou sem acordo, na tarde desta segunda (9), entre os trabalhadores da Ferrovia Transnordestina e a aliança formada pela Transnordestina Logística S.A e a Odebrecht, responsável pelas obras. Um edital de convocação para assembleia que decidirá ou não pela greve será publicado nesta terça (10). O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral no Estado de Pernambuco (Sintepav-PE) ficou de entrar hoje com uma ação na Justiça contra o patronato, na vara de Salgueiro.

Os empregados reivindicam o pagamento relativo ao Programa de Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR) e ao Prêmio de Incentivo à Produtividade (PIP). Segundo o Sintepav, “dos cinco mil homens com direito à bonificação, cerca de 2,5 mil já foram demitidos e, mesmo assim, não receberam o dinheiro, que é referente ao que foi apurado proporcionalmente aos meses trabalhados. Os que permanecem trabalhando já deveriam ter recebido após o dia 30 de junho”. O sindicato alega ainda que, ontem, o representante da Odebrecht presente na reunião tentou adiar o prazo de pagamento para 30 de julho, o que não foi aceito.

A Transnordestina Logística S.A e Odebrecht, por sua vez, dizem que estão dentro do prazo. Em nota, informaram que “vêm mantendo diálogo com Sintepav-PE com a finalidade de apurar os valores referentes ao Plano de Produtividade dos integrantes da construção da Ferrovia Transnordestina. O plano refere-se ao período que corresponde de janeiro a junho deste ano. A construtora, inclusive, está dentro do prazo do acordo coletivo firmado junto ao sindicato”.

Fonte: JCOnline

Blog do Banana

Deixe seu comentário