Voos começam a ser cancelados; protestos continuam

Voos começam a ser cancelados no país no quinto dia dos protestos dos caminhoneiros. Aeroporto de Brasília informa que a reserva de combustível se esgotou nesta manhã (25). Dois voos foram cancelados. A empresa Azul anunciou o cancelamento de 8 voos, entre eles, um que partiria de Maceió com chegada em Recife. Prossegue a paralisação dos caminhoneiros. Há protestos em 22 Estados e no Distrito Federal.

Frotas de ônibus operam parcialmente em várias cidades do Brasil; alguns prefeitos começam a decretar estado de calamidade pública; prossegue a falta de combustíveis nos postos e nos supermercados.

De acordo com a Inframerica, que controla o aeroporto de Brasília, as reservas entraram em estado crítico. Com isso, todos os voos que pousarem em Brasília e que precisem de abastecimento ficarão em solo até o fornecimento de combustível ser normalizado.

Dois voos entre Miami-Brasília foram cancelados. Ainda segundo a Inframerica, a única alternativa é o avião pousar com capacidade para decolar sem a necessidade de abastecimento no terminal. A situação, ainda assim, não implica o fechamento do aeroporto.

“A operação continua, mas apenas para aqueles aviões que tenham capacidade de decolar sem precisar abastecer”, informou a empresa em nota. A orientação é que os passageiros que tenham viagem marcada confirmem o status do voo com a companhia. “A Inframerica está em contado direto com todos os órgãos competentes e players da aviação civil para buscar soluções, organizar a logística do Terminal e tentar trazer os caminhões de combustível para o Aeroporto.” (247)

Deixe seu comentário