Forró do Beco é nesta quarta‏

Pé de moleque, amendoim cozido, pamonha, canjica: as deliciosas guloseimas típicas do período junino prometem aguçar o paladar do público que deve conferir de perto mais uma edição do Forró do Beco, evento promovido pelo Movimento de Combate ao Câncer de Petrolina (MCC) e que acontece nesta quarta(30), a partir das 18h30.

De quebra, além das comidas e bebidas típicas, o evento será animado por atrações musicais que vão entoar do tradicional forró pé de serra até o xote com melodias românticas. Targino Gondim e sua sanfona; Forró Três Desejos e o cantor Jean Motta prometem não deixar ninguém ficar parado.

A festa- que entra na sua 11ª edição- tem como principal objetivo aliar diversão e solidariedade. Isso porque todo o recurso arrecadado tanto com a venda dos ingressos quanto com a comercialização dos produtos das barracas, será revertido para a compra de medicamentos para os pacientes em tratamento contra o câncer atendidos no Centro de Oncologia da APAMI(Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância).

Quatrocentas mesas serão colocadas à disposição do público. Além disso, uma área de lazer infantil deverá ser o endereço preferido da garotada que vai à festa acompanhada dos pais e responsáveis. Cerca de 300 voluntários devidamente identificados estarão circulando na festa para auxiliar o público na aquisição de comidas e bebidas. Trezentos bolos e tortas, além de 2.500 espetinhos serão colocados para comercialização.

“Esperamos contar mais uma vez com a solidariedade e a participação de toda a sociedade da região. A ajuda de cada um é muito importante para que possamos dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos junto aos pacientes com câncer. No MCC nós chegamos a ter 25 atendimentos por dia, com uma despesa mensal que chega perto da casa dos R$ 20 mil. Nosso trabalho conta com essa ajuda de todo o Vale do São Francisco”, pontua uma das voluntárias do MCC, Esmelinda Ribeiro. Ano passado foi angariada com a comercialização de produtos e vendas de ingressos, a quantia de R$ 120.323,52.

Sobre o MCC- Prestes a completar 15 anos, o MCC conta com a parceria de mais de cem voluntárias. Uma das iniciativas mais conhecidas da população é o tradicional Forró do Beco. O evento começou de forma tímida, nas imediações da Avenida Cardoso de Sá, mas cresceu em proporção e hoje é uma das mais esperadas festas do período junino. Atividades lúdicas para a criançada, comidas e bebidas típicas da época, shows e arrasta pé garantem a animação. Do ingresso ao que é comercializado dentro do evento, tudo é voltado para angariar recursos para auxiliar os trabalhos da Apami quando o quesito é combate ao câncer.

O trabalho das voluntárias é desenvolvido de segunda a quinta-feira, pela manhã. Elas se reúnem em uma casa que fica situada na mesma rua do Centro de Oncologia. As voluntárias produzem enfeites de geladeira, bordados, produtos artesanais que fazem a diferença quando a palavra de ordem é ajudar. Com a comercialização destes produtos, elas auxiliam na compra de medicamentos dos pacientes atendidos no Centro de Oncologia da APAMI.

Sobre O CEONCO – Em Petrolina, no bairro Gercino Coelho, a APAMI mantém os serviços do Centro de Oncologia – Ceonco, unidade de saúde especializada no acolhimento de pacientes com câncer. Contando com uma infra-estrutura que dispõe de salas para aplicação de quimioterapia, dois apartamentos para os pacientes mais debilitados, consultórios médicos, uma Farmácia da Dor Crônica, sala de preparo, o Ceonco disponibiliza tratamento para pacientes não somente de Petrolina, mas também de estados circunvizinhos como Bahia, Ceará, Piauí.

O paciente recebe atenção e orientação que permitem com que ele possa enfrentar com dignidade o tratamento. Nos casos em que não é disponibilizada alguma etapa do tratamento, como a radioterapia , por exemplo, o paciente é encaminhado para centros como Recife e Salvador.

Há um ano, a unidade implantou o serviço de oncologia infantil, um importante passo no que diz respeito ao atendimento de crianças que estão com a enfermidade.

Além da equipe de multiprofissionais, o Centro de Oncologia da Apami conta ainda com a atuação de alunos dos cursos de Medicina e Enfermagem da Universidade Federal do Vale do São Francisco. No local, prestam assistência aos profissionais nos cuidados com os pacientes e têm, desta forma, não somente a oportunidade de equilibrar o ensino teórico com a prática, mas sobretudo, exercitar o trabalho mais humanizado.

Comunicação APAMI

Blog do Banana

Deixe seu comentário