Campanha de combate ao HIV/AIDS encerra com alerta para alto número de casos em Petrolina

Após um mês de ações de conscientização sobre o HIV e AIDS, a Secretaria de Saúde de Petrolina encerra a campanha ‘Dezembro Vermelho’ com um alerta para o alto índice de casos da infecção no município. Durante as atividades, realizadas pela equipe do Centro de Testagem e Aconselhamento e o Serviço de Atendimento Especializado (CTA/SAE), foram levadas orientações sobre as medidas preventivas, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas que vivem com o vírus, além da realização dos testes rápidos e distribuição de preservativos.

Foram feitos, durante o mês, 730 testes rápidos, além de cinco palestras em localidades diferentes. Do total, 12 deram reagentes positivos para o HIV. De acordo com a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro, houve um aumento de quase 50% no número de testes realizados neste mês de dezembro.

“Através do trabalho de divulgação e conscientização, tanto no CTA quando nas unidades de saúde, nós conseguimos dobrar o número de pessoas que estão procurando as equipes para a realização dos testes. Antes realizávamos cerca de 35 testes por dia, hoje estamos fazendo esse número por turno”, frisou.

O CTA/SAE funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e fica localizado na Av. Joaquim Nabuco S/N (em frente ao Hospital Dom Malan/Imip).

NÚMEROS

Segundo a UNAIDS, órgão das Nações Unidas criado para lidar com a doença, em 2016, 48 mil pessoas foram confirmadas com o vírus HIV no Brasil. Em Petrolina, de 2015 a outubro de 2017, foram registrados 297 casos de HIV em adultos, 33 em gestantes e dois em crianças.

Ascom

Deixe seu comentário