No mês das mulheres, o serviço social do HDM/IMIP realiza palestra sobre empoderamento feminino

Ainda em comemoração ao mês da mulher, o serviço social do Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina realizou, na última semana, uma palestra sobre empoderamento feminino para o público da casa de apoio da unidade materno-infantil, que é formado por puérperas que já tiveram alta, mas acompanham seus bebês que continuam internados. Muitas dessas mulheres são de fora e chegam a passar dois, três ou até quatro meses longe de suas casas, vivendo uma rotina bem difícil emocionalmente.
“Escolhemos a casa de apoio justamente pela fragilidade em que essas mulheres se encontram. O sonho de toda mãe é parir, ter alta e voltar para casa com seu bebê no colo. Mas, nem para todas isso é possível. Algumas precisam passar um período no hospital para que o recém-nascido receba os cuidados de saúde adequados. Geralmente esse é um período bem difícil, que as mulheres conseguem superar com louvor”, ressalta a assistente social, Flávia Araújo.
Com ênfase na máxima de que “o lugar da mulher é onde ela quer estar”, a profissional destacou o papel feminino na sociedade moderna. “Hoje a mulher é dona do seu próprio destino e pode ocupar diversos espaços, desde que compreenda e assuma o seu poder individual. Empoderar mulheres é promover a equidade de gênero, é garantir direitos, acesso a informação e é isso que nós estamos tentando fazer aqui hoje com vocês”, destacou Flávia durante a palestra.
Para a coordenadora do serviço social, Kátia Silene, essa é a melhor forma de homenagear e comemorar o mês da mulher: “Já celebramos a data de várias maneiras, com momentos de beleza, fotos, cartões. Mas, acredito que promover esse despertar seja bem mais importante. Essas mulheres precisam sair daqui com seus filhos no braço e a certeza de que o mundo é cheio de oportunidades para elas. Para isso, elas precisam primeiro acreditar”.
Ascom
Deixe seu comentário