Professor Univasf é multado em R$ 20 mil reais por assedio moral e sexual

O professor de Bioquímica da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Wagner Pereira Felix, foi sentenciado a pagar R$ 20 mil reais de indenização por assedio moral e sexual ocorrido dentro da instituição de ensino, conforme processo que tramita no Poder Judiciário.

De acordo com o processo que o blog teve acesso, o docente manteve atitudes desrespeitosas com uma aluna durante suas aulas, no primeiro semestre de 2016, desenvolvendo brincadeiras que atingiram a honra de uma estudante de medicina veterinária.

O processo, ainda, relata que devido às brincadeiras e os atos do professor, a aluna não teve condições psicológicas de continuar frequentando as aulas, que eram unicamente ministradas pelo professor em questão.

A aluna procurou resolver o problema administrativamente na Univasf, no entanto, foi orientada pelo professor coordenador, João Alves, entrar com um processo judicial, caso a instituição de ensino não resolvesse a situação.

O Juiz Federal da 2ª Relatoria do Poder Judiciário, Flávio Roberto Ferreira de Lima, manteve a sentença contra o professor acusado, mesmo, após a instituição de ensino ter entrado com um recurso para resolver o caso de forma administrativa.

Com a decisão judicial, o professor terá que paga uma multa para ressarcir os danos  causados a aluna. O processo pode ser conferido abaixo:

Decisão Turma Recursal Univasf Assédio Moral e Sexual by Robério Sá on Scribd

Deixe seu comentário