Adalberto explica quebra na barreira sanitária em Afrânio e diz que vai processar o município

O ex-deputado federal e pré-candidato a prefeito de Afrânio, Adalberto Cavalcanti falou  nesta sexta (22) sobre o furo na barreira sanitária instalada no município para controlar a disseminação do Covid-19. Ele adiantou que vai prestar queixa contra o município.

Adalberto confirmou que passou sem parar pela barreira porque, segundo ele, o local não estava sinalizado. “Não tinha cone, carro de polícia, não tinha identificação. Passei e não vi o bloqueio”, relatou. Ainda segundo ele, apenas hoje colocaram cerca de 30 cones para bloquear o acesso dos veículos.

Após ter queixa registrada pelos integrantes da equipe que estavam na barreira, o ex-parlamentar comunicou que ele vai processar o município, por dano morais, e acusou a prefeitura de fazer “perseguição política”. “Isso é política. Estão tentando denegrir minha imagem”, destacou Cavalcanti.

Ocorrência

Na última quinta, servidores da Prefeitura de Afrânio, que trabalham no Combate e prevenção da Covid-19, registraram uma ocorrência na delegacia de Polícia Civil da cidade.

Segundo a ocorrência, os servidores municipais “relataram que deram sinal de parada para o ex-deputado federal, Adalberto Cavalcanti, para fazer orientação de prevenção e higienização do veículo e auferir a temperatura do condutor, porém Adalberto passou devagar, com os vidros do carro aberto e disse que não ia parar e passou direto pela barreira sanitária”.

Informações do Blog Nossa Voz e do G1.com

Deixe seu comentário