Cemafauna Caatinga celebra 10 anos de existência

Rememorando o início das ações com exibição de fotos e vídeo, além da realização de muitas homenagens, na última sexta-feira, 30 de novembro, o Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna Caatinga) celebrou seus 10 anos de existência com evento dedicado a seus mais de 100 colaboradores no hall do Museu de Fauna da Caatinga.

Emocionados, os coordenadores do projeto, os professores Luiz Cezar Pereira e Patricia Avello Nicola, falaram sobre o sonho vislumbrado em 2007 e que em 2008 se tornou realidade. Hoje, comemoram o sucesso de todas as ações já realizadas visando à conservação da fauna da caatinga, atuando no semiárido e agreste nordestino tendo já resgatado mais de 160 mil animais silvestres.

“Nós sempre tivemos a vontade de ter um time. Quando recordamos que tudo isso começou com duas pessoas em apenas uma sala no antigo prédio da vacaria da universidade e hoje contamos com toda essa estrutura não somente física, mas de recursos humanos, todas essas pessoas desempenhando sua função, cada uma sendo muito importante para que o Cema conquistasse tudo que já alcançou até agora”, rememorou a coordenadora técnica Patricia Nicola.

Muito emocionado também, o coordenador geral, professor Luiz Cezar ressaltou como foi gratificante ter o projeto abraçado pelo Ministério da Integração na pessoa da coordenadora geral dos Programas Ambientais do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF), Elianeiva Odísio.

“Quando nos reunimos com a Elianeiva em 2007 fomos muito bem recebidos e vimos que a proposta de termos um projeto voltado para atuar no resgate, monitoramento e soltura de animais que fazem parte do bioma e que de alguma forma seriam afetados pelas obras nas cidades sob influência do PISF, nos sentimos de fato abraçados. Ela disse que queria que a Universidade do Vale do São Francisco atuasse nessa parceria. E 10 anos depois continuamos com esse sentimento e somos gratos a tudo o que o Ministério nos proporciona em prol de nossa fauna”, destacou Pereira.

O vice-reitor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), professor doutor Télio Nobre Leite lembrou a importante contribuição dada a pela atuação da Universidade por meio do Cemafauna em parceria com o Ministério da Integração Nacional e diversos outros órgãos ambientais. “É gratificante para nós ver todo esse bonito trabalho realizado pelo Cemafauna que eleva o nome da nossa universidade, destacando-a como importante promotora da conservação do nosso bioma”, ressaltou. (Ascom – Fotos: Wesley Lopes)

 

Deixe seu comentário