“Contando o Rio Opará – histórias para navegar”, websérie voltada para o público infantil, conta lendas do rio São Francisco

As lendas do rio São Francisco viraram tema da websérie “Contando o Rio Opará – histórias para navegar”. Produzidos pela Cia Biruta de Teatro, de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, os cinco episódios, com duração de 3 a 5 minutos, estão sendo disponibilizados no canal da Companhia, no YouTube, sempre aos domingos e quintas-feiras. A produção é voltada para o público infantil.

“Nós vamos contar lendas como as do Nego D’água, da Serpente da Ilha do Fogo e outras histórias que trazem a nossa ancestralidade indígena e quilombola. Uma maneira de contribuir com a valorização de saberes e resistências do nosso povo”, afirma a atriz Cristiane Crispim.

O primeiro episódio já está disponível. Nele, o público conhece um pouco mais sobre a “Lenda de Irati”, que narra a origem do Rio Opará, ou o Rio São Francisco. A história revela a saga da bela e corajosa índia Irati e da sua busca por seus guerreiros. Já o segundo episódio, que será liberado nesta quinta-feira (25), às 19h, é intitulado de “Os mistérios do Nego D’água” e traz o mito de um personagem travesso que tem um reinado no fundo do Rio São Francisco, mas sempre aparece aos pescadores e lavadeiras ribeirinhos.

Todas as histórias que serão contadas pelos atores da Cia e do Núcleo Biruta de Teatro, espaço de formação de atores e experimentação cênica mantido pelo grupo na periferia de Petrolina, foram escritas a partir de lendas e histórias regionais. Os textos da websérie são assinados por Cristiane Crispim e Antônio Veronaldo, fundadores da Cia Biruta de Teatro.

Com incentivo da Lei Aldir Blanc, através do Edital de Criação, Fruição e Difusão (LAB PE), da Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco, o projeto visa, além de proporcionar a apreciação artística, valorizar e aproximar as crianças das histórias do seu lugar.

G1.com

Deixe seu comentário