Em Petrolina, prêmio de excelência é entregue a estudantes que se destacaram em 2018

O colégio Plenus promoveu na noite desta quinta-feira (13) uma cerimônia de reconhecimento aos alunos, professores, colaboradores e familiares que mais se destacaram ao longo de 2018.

Realizado no auditório da Facape (Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina), o ‘Prêmio Plenus de Excelência’ chegou a 18ª edição contemplando sete categorias: a de campeões das Olimpíadas do Conhecimento, empresa parceira, família-escola, professores, funcionários administrativos, alunos com as maiores notas em todas as disciplinas, além do estudante com a maior média do colégio.

Todos os estudantes do 2º ano do Fundamental I a 3ª série do Ensino Médio, seus pais e educadores concorreram para o troféu. A avaliação foi feita pela diretoria da unidade e levou em conta critérios como esforço acadêmico do aluno, participação escolar dos genitores, boas práticas dos professores e engajamento dos funcionários.

Segundo a Diretora Pedagógica do colégio, Sílvia Santos, o prêmio foi criado para valorizar o desempenho da comunidade escolar, estimulando o esforço de cada aluno ou colaborador na busca por resultados melhores. “Estudante que é premiado, quer sempre ser premiado. Então ele tem o prazer de se esforçar mais ainda para conseguir se destacar a cada ano”. E continua: “Além disso, o troféu também veio objetivando reconhecer o papel importantíssimo das empresas parceiras, da família e dos educadores para o sucesso desses alunos”, disse.

Com vencedores em cada série, do Fundamental e Médio, a XVIII Olimpíadas do Conhecimento da escola, que contempla modalidades como Redação, Matemática, Física, Química, Ciência e Biologia, foi a categoria que mais entregou medalhas, certificados e brindes aos indicados para o prêmio de 2018. Ao todo, foram 39 estudantes agraciados.

Alguns alunos, no entanto, subiram ao palco da Facape para serem premiados diversas vezes. Esse foi o caso de Carlos Renê Miranda, da 3ª série, que recebeu a medalha de prata da 21ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e os certificados da Olimpíada do Conhecimento de Física e de Matemática. “Concluí o ensino médio com esse tanto de prêmios, nacional e internos, e só tenho a agradecer ao Plenus e aos professores. Eles estavam sempre me dando suporte, presentes e prontos para fornecer ajuda. Não é à toa que os professores que foram premiados aqui são realmente excelentes educadores”, comentou o rapaz que foi agraciado por quatro anos. (Ascom)

 

 

Deixe seu comentário