Live pela democratização do bônus regional na Univasf será realizada amanhã (12)

Nesse sábado, 12, às 15h, acontecerá uma live de apresentação da campanha “Incluir para Democratizar”, que defende a implantação do Bônus Regional na nota do ENEM e também o aumento das cotas para a escola pública. Essa live será transmitida no canal da União dos Estudantes Secundaristas de Petrolina (UespOficial) no Youtube. O evento contará com a participação do professor Edmilson Santos, representando o Grupo “Univasf com Bônus”, da Cláudia Truka, representando o povo Truka e os Indígenas, do Uelinton Jorge, representando a União Estadual dos estudantes da Bahia, e do Kaio Pereira, representando a Uesp. Ou seja, quatro pessoas que atuam em polos importantíssimos da sociedade e que vão defender o porquê da implantação do Bônus e o aumento das cotas, diante da realidade de cada um lá.

O grupo avaliou que ao longo dos últimos anos pré-pandemia a inclusão dos estudantes do Vale do São Francisco na Universidade nos cursos mais valorizados e mais concorridos é deficitária. Uma grande porcentagem dos estudantes nos cursos como medicina (que é curso bem requisitado e disputado) são pessoas que se quer são da região. Em sua maioria são do Sul e do Sudeste. São pessoas que adentram na Universidade, se formam e voltam pros seus estados de origem, o que desvaloriza a cada dia o estudante sertanejo que tanto almeja entrar na universidade e tem sua vaga tomada por pessoas que não agregariam em nada no desenvolvimento local do Vale do São Francisco.  Por isso, o Bônus de 15% na nota do ENEM se faz necessário para que tenhamos uma valorização aos estudantes das mesorregiões da Univasf. O que contempla mais de 350 cidades. Dessa forma, o percentual de estudantes do Vale do São Francisco nas Universidades aumentará. Tornando-se de fato uma política de inclusão.

Atualmente, as cotas sociais para os estudantes de escola pública são de 50%. Porém, essa não é a proporção real entre estudantes de escola pública e privada. Nacionalmente, os estudantes de escolas públicas são cerca de 80% do quantitativo de estudantes gerais no ensino médio. Com isso, o grupo considera que a proporção das cotas sociais no Vale não estão democráticas. Visto isso, surge a proposta de aumento das cotas sociais de 50% para 60% aos estudantes de escolas públicas. Isso deve aumentar, consideravelmente, a democracia no processo de inclusão aos estudantes de escola pública na Universidade.

A live terá duração de 1h e meia, e a proposta é que todos os participantes falem e também tirem as dúvidas de quem estará assistindo. Para mais infromações sobre o a Live e a Campanha pode ser realizada por direct do no instagram @uespnalutapnz.

Deixe seu comentário