Onde está a caneta da prefeita Suzana Ramos num governo roda presa?

A prefeita de Juazeiro/BA, Suzana Ramos, PSDB, tem enfrentado algumas dificuldades no começo de sua gestão. Apesar da boa intenção em fazer as coisas acontecerem, está difícil para a primeira mulher a governar a ‘terra de João Gilberto e de Ivete Sangalo’, atender pelo menos no cenário atual, a expectativa dos eleitores que apostaram em seu nome para dispor de um novo modelo de governo.

Pelo que se observa, a população que acreditou no discurso da prefeita, tem visto um governo engessado, uma espécie de roda presa. Acho que até a própria prefeita também, pois na primeira coletiva de imprensa que deu, Suzana registrou ao ser perguntada sobre como agregar os muitos aliados, de grupo tradicionais da política juazeirense que deram sustentação a sua eleição, sem que houvesse algum atrito inicial, caso os espaços não fossem sendo preenchidos num primeiro momento. Ela foi firme.

“Vamos escutar, buscar acomodar, mas lembrando que no final a caneta será minha”.

Mesmo assim, tendo como característica sua um discurso conciliador, a prefeita já sofreu baixas na gestão, fortalecendo a roda presa do governo. O que se observa é um loteamento da gestão.

As forças que apoiaram a eleição da prefeita resolveram cada um lotear uma secretaria e querer fazer uma administração independente.

O resultado vem sendo muito ruim. E, apesar da boa intenção da prefeita que parece que tem tido que engolir esses acordos, a administração não deslancha. Pelo que se observa, está na hora da caneta de Suzana funcionar de fato como ela mesmo disse, e passar a agir com a firmeza que  demonstrou quando eleita. (Por Ricardo Banana)

Deixe seu comentário