Surto de lesões de pele que provocam coceira passa dos 200 casos no Recife; já chega a 43 bairros

Em novo balanço divulgado pela Secretaria de Saúde do Recife (Sesau), o surto de lesões de pele que provocam coceira passou dos 200 casos na cidade. Agora, segundo atualização da pasta feita na terça-feira (30), há 201 notificações.

O total de bairros com casos registrados subiu de 41 para 43. Os casos, na última segunda-feira (29), data do balanço anterior, somavam 195.

De acordo com a Sesau, os registros de lesões cutâneas “a esclarecer” na cidade são predominantes dos bairros de Guabiraba e Dois Irmãos – ambos localizados na Zona Norte.

Não há registro de agravamento associado a esses quadros”, acrescentou a Secretaria de Saúde.

Os principais sintomas relacionados às lesões são coceira e vermelhidão, mas dor de gargantafebre e diarreia também foram mencionados pelos pacientes.

Ao longo desta semana, agentes da Sesau prosseguem com os procedimentos de monitoramento e investigação do surto, por meio da aplicação de questionários nos locais de maior incidência e da realização de novos exames clínicos e laboratoriais.

Esse trabalho, reforça a pasta, passa a contar com o trabalho de uma equipe de dermatologistas.

Outra frente colocada em ação é a instalação de armadilhas para a captura de mosquitos.

Cuidados
Como as investigações do surto ainda estão em andamento, a Secretaria de Saúde do Recife reforça a importância de que as pessoas não se automediquem, mantenham as mãos higienizadas e busquem uma unidade de saúde para receber orientações e tratar os sintomas.

Os profissionais de saúde devem notificar os casos suspeitos em até 24 horas, conforme alerta epidemiológico enviado pela Sesau para as redes pública e privada de saúde do Recife no dia 18 de novembro.

Pernambuco
De acordo com os dados mais recentes da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), os municípios registram até agora 100 casos fora do Recife, com a seguinte distribuição: Jaboatão dos Guararapes (36), Olinda (23), Camaragibe (10), Paulista (10), Cabo de Santo Agostinho (8), Ipojuca (6), Igarassu (4), São Lourenço da Mata (2) e Araçoiaba (1).

(Folha de Pernambuco).

Deixe seu comentário