Com a economia em crise, Brasil tem 12,5 milhões de jovens com o ‘nome sujo’

Quase metade dos jovens brasileiros com idades entre 18 e 29 anos está inadimplente, segundo dados de um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Segundo a pesquisa, cerca de 12,5 milhões de pessoas estão com restrição juntos aos serviços de proteção ao crédito.

O maior índice, 46%, está entre os que possuem idade entre 25 e 29 anos. A inadimplência alcança 19% entre os jovens com idades entre 18 e 24 anos. As principais razões identificadas são o desemprego elevado, a falta de planejamento financeiro e redução da renda per capita.

As dívidas com instituições financeiras, especialmente as ligadas ao cartão de crédito, respondem por 45% da inadimplência. Já os cartões de lojas respondem 30% do problema nestas faixas etárias. Em seguida aparecem os gastos com telefonia móvel (15%) e os demais itens (10%), que compreendem gastos com moradia, energia, água e educação, por exemplos.

Ainda segundo dados do SPC Brasil e CNDL, o número de consumidores com restrição no CPS subiu 4,31% em julho sobre o mesmo período do ano passado. Atualmente, o país possui cerca de 63,4 milhões de brasileiros negativados pelos serviços de proteção ao crédito. O número corresponde a 41% da população adulta. (247)

Deixe seu comentário