Hospital nega água e rapaz morre desidratado

Kane Gorny, um rapaz de 22 anos de Londres, Inglaterra, morreu de desidratação no hospital porque nenhum dos funcionários deu água para ele, segundo o tabloide britânico The Sun.

Ele ficou desidratado após os médicos não darem a medicação hormonal essencial para controlar seus níveis de fluídos. No dia seguinte, ele morreu.

Kane, que jogava futebol, descobriu que tinha um tumor no cérebro no ano passado e teve que tomar alguns esteroides para salvar sua vida. No entanto, como seus ossos ficaram muito fracos, ele precisou operar o quadril.

Internado no Hospital St. George, em Tooting, ele ligou para sua mãe, Rita Cronin, dizendo que ninguém havia dado nada para ele beber e que chamou a polícia. A mãe do rapaz disse:

 — Ele parecia muito angustiado.

Quando Rita chegou ao hospital, ela encontrou o filho confuso e irritado. Ele estava gritando com todos e precisou ser contido. Mas, ao ver o filho naquele estado, a mãe percebeu que ele não tinha tomado os comprimidos de hormônio e que ele precisava de atenção urgente.

Porém, o rapaz foi sedado e colocado em uma enfermaria durante a noite sem a medicação. Delirando, ele chamou até a polícia, que foi barrada pelos médicos.

Na manhã seguinte, a mãe de Kane o encontrou com os lábios e a língua inchada, além de um olhar delirante, mas foi informada pela equipe de que ele estava bem. O rapaz morreu uma hora mais tarde.

O atestado de óbito diz que Kane morreu de “déficit hídrico” e hipernatremia, um termo médico para desidratação.

Fonte: R7.com

Blog do Banana

Deixe seu comentário