Lucro da Celpe cai, mas receita aumenta

A Celpe registrou um lucro de R$ 50,9 milhões de janeiro a março deste ano, o que significou uma redução de 36,74%, quando comparado com o lucro registrado no primeiro trimestre de 2011, de R$ 80,4 milhões. A receita operacional bruta da Celpe, porém, cresceu 12,75% no primeiro trimestre deste ano, alcançando R$ 1,170 bilhão, contra o R$ 1,037 bilhão obtido nos três primeiros meses de 2011. Contribuiu para esse aumento da receita o aumento no preço da energia. No ano passado, o reajuste da conta de luz ficou em 8,04% para os consumidores residenciais e de 8,57% a 9,64% para os grandes clientes.

No primeiro trimestre de 2012, a Celpe forneceu 2.572 Gigawatts-hora (GWh) de energia aos consumidores cativos, aqueles que são obrigados a comprar da distribuidora. Essa quantia representou um crescimento de 0,4% na energia vendida sobre os três primeiros meses de 2011, quando foram comercializados 2.562 GWh.

Segundo informações da empresa, o principal responsável pelo aumento do consumo de energia foi a classe residencial que consumiu 2,1% de energia a mais no primeiro trimestre de 2012. Esse tipo de usuário significa 86,8% do total de clientes da distribuidora.

O aumento do consumo de energia dos clientes residenciais resultou de dois fatores: o incremento da renda que fez as pessoas comprarem mais eletrodomésticos e o boom da construção civil, a qual se transformou no grande motor que vem puxando a economia pernambucana pelo menos nos últimos quatro anos.

Um dos fatores que explicam a redução do lucro da distribuidora foi o aumento da provisão dos créditos de liquidação duvidosa que ocorreu em função do aumento da inadimplência. No balanço apresentado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa apresentou uma provisão de R$ 263,7 milhões para “cobrir” esse tipo desse tipo de crédito no final de 2011. Na demonstração financeira dos três primeiros meses de 2012, essa provisão pulou para R$ 341,5 milhões, sendo R$ 339,6 milhões referentes aos consumidores que não pagaram os seus débitos ou parcelaram as suas dívidas com a distribuidora. O R$ 1,9 milhão restante é atribuído a títulos que a empresa pretende receber.

Ainda nas informações disponibilizadas pela companhia, os investimentos realizados no primeiro trimestre de 2012 alcançaram R$ 71,5 milhões, contra os R$ 76,7 milhões aportados pela empresa no mesmo período de 2011.

Os recursos usados em investimentos em 2012 foram destinados a implantação de novas ligações de clientes urbanos e rurais, renovação da rede de distribuição de média e baixa tensões. A primeira é usada por grandes consumidores, enquanto a segunda leva energia aos consumidores residenciais. Também foram realizadas a expansão do sistema elétrico para atendimento ao crescimento da demanda e combate às perdas de energia.

Procurada pelo JC, a Celpe não quis se pronunciar sobre a redução do lucro. No ano passado, a empresa teve um lucro de R$ 283,4 milhões, com uma redução de 36,78% sobre o lucro registrado em 2010, que foi de R$ 448,3 milhões. Na época, a empresa informou que isso ocorreu devido ao aumento da inadimplência, provocado por muitos clientes que deixaram de ter o desconto da baixa renda e ficaram sem condições de pagar a conta.

Fonte: JC Online

Blog do Banana

Deixe seu comentário