A festa do Santa Cruz no gramado e no Arruda

Assim que Sandro Meira Ricci deu o apito final para Sport 2×3 Santa Cruz, a festa começou no gramado da Ilha do Retiro para os atletas corais. Foram abraços e agradecimentos. A entrega das medalhas e do trófeu foi o ponto alto da festa que teve como trilha sonora a voz da torcida.

Titular em quase todo o Estadual, o volante Memo falou que já acreditava no bicampeonato. “Eu me via campeão. Quando a gente se vê campeão, acontece”, disse.

Já o zagueiro Vágner preferiu enaltecer o acolhimento do grupo coral. “Fui o último a chegar e já me sinto em família. Temos muito que comemorar ainda”.

Autor de dois passes para gols, Flávio Caça-Rato comemorou o fato de ter entrado como titular na reta final. “Sempre tive o objetivo de jogar com alegria. Infelizmente não puder fazer isso no início do campeonato. Ainda bem que agora mostrei que sou um jogador que gosta de jogar”.

Por fim, Dênis Marques lembrou que o objetivo inicial sempre foi o título e que a artilharia era secundária. O artilheiro do Pernambucano Coca-Cola com 15 gols também disse que quer ficar no Arruda. “Alegria é imensa, tenho nem o que falar. Meu primeiro objetivo aqui era o título e a artilharia veio felizmente. Meu pensamento é continuar aqui”.

Fonte: Blog do Torcedor

Blog do Banana

Deixe seu comentário