Acidente de trem deixa pelo menos 40 mortos na Argentina

Um acidente de trem em Buenos Aires deixou pelo menos 49 mortos e 600 pessoas feridas nesta quarta-feira (22). A composição de oito vagões, que transportava entre 800 e 1.000 passageiros, não conseguiu frear quando chegou à estação final de Once e se chocou contra o sistema de amortecimento da plataforma. A maioria das mortes aconteceu nos primeiros vagões, que entraram uns nos outros.

Segundo o secretário de Transporte argentino, Juan Pablo Schiavi, o trem entrou na estação a “26 quilômetros por hora”. “Está tudo filmado, o que facilitará a investigação”, afirmou Schiavbi, que chegou ao local do acidente junto com o secretário de Segurança de Buenos Aires, Guillermo Montenegro. As autoridades esperam o depoimento do maquinista, que saiu ferido, para obter mais detalhes sobre as causas do acidente.

“Atendemos mais de 600 feridos”, disse Alberto Crescenti, do Sistema de Atendimento Médico de Emergência (SAME). Segundo ele, a maioria dos atendidos apresentava problemas respiratórios, traumatismos, fraturas e “tudo o que possam imaginar em um acidente assim”. Várias crianças estão entre os feridos, algumas delas em estado grave. Os 33 hospitais da cidade estão em estado de alerta para receber os feridos.

Um vídeo da rede de televisão argentina C5N mostra o momento do impacto:

Acidentes ferroviários

O acidente desta quarta é a segunda maior tragédia ferroviária registrada na região de Buenos Aires e a terceira mais grave da história da Argentina. O maior acidente aconteceu em 1970, quando dois trens se chocaram Região Metropolitana de Buenos Aires, matando 200 pessoas. A segunda tragédia mais grave foi registrada em 1978, na cidade de Santa Fé. Um trem com 2.130 passageiros se chocou com um caminhão de carga de 25 toneladas, deixando 55 mortos e 56 feridos .

Segundo o jornal argentino El Clarín, nos últimos doze meses quatro acidentes deixaram vítimas fatais, enquanto outros deixaram vários feridos. O mais recente foi registrado no dia 13 de janeiro, quando um homem morreu ao cair da plataforma de intersecção dos trens. O mais grave dos últimos meses aconteceu no dia 13 de setembro de 2011, quando um choque com dois trens e um ônibus em Buenos Aires deixou 11 mortos e mais de 200 feridos.

Deixe seu comentário