Aos 60 anos, morre Diego Maradona após parada cardiorrespiratória

Idolo do futebol argentino, Diego Maradona morreu na manhã desta quarta-feira, vítima de uma parada cardiorrespiratória em sua própria residência. A confirmação do óbito, no entanto, só aconteceu no início desta tarde, através do jornal argentino, Clarín.

No início deste mês, Maradona foi submetido a um processo cirúrgico para tratar de um hematoma no cérebro, em uma clínica situada em La Plata, em seu país de origem. Após a cirurgia, ficou internado pelo período de 10 dias.

Nascido em outubro de 1960, sua identificação com o futebol aconteceu desde a infância,  nas peladas das ruas de Buenos Aires. Posteriormente, quando tornou da paixão sua profissão, Diego chegou a protagonizar o papel de ídolo dentro de campo. Quando se aposentou dos gramados, seguiu carreira no futebol, como técnico.

Em sua carreira de jogador, atuou em quatro edições de Copas do Mundo. Em 1982, 1986, 1990 e 1994, respectivamente. Na segunda, inclusive, teve pela primeira vez o seu desenvolvimento em campo comparado ao do Rei Pelé.

Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário