Autoridades defendem no Recife ações de saneamento e de recuperação das margens para revitalizar o rio São Francisco

imagemA revitalização do Rio São Francisco foi tema de discussão nesta quinta (18), durante o Grande Expediente Especial realizado pela Assembleia Legislativa de Pernambuco. O debate foi solicitado pelo deputado estadual Odacy Amorim, do PT, e apontou entre outros entendimentos, para a necessidade de proteção e preservação ambiental do rio São Francisco que com o Projeto de Integração São Francisco (Pisf), beneficiará 12 milhões de pessoas que sofrem com a seca em quatro Estados do Nordeste.

Autor do requerimento que propôs a discussão, o deputado Odacy Amorim disse que o Plano Nacional de Saneamento Básico e a interrupção da poluição começando nas nascentes, bem como a diminuição dos uso de agrotóxicos em regiões irrigadas pelo rio, são ações importantes de proteção para a promoção de revitalização do Velho Chico.

“Esse movimento de revitalização do rio São Francisco, já é parte de nossas preocupações, principalmente de quem mora em cidades banhadas pelo Velho Chico. Sabemos que foi criado o plano nacional de saneamento básico que tem sido determinante para se evitar jogar esgoto in-natura no rio. Também sugiro evitar o desmatamento nas nascentes do rio que é uma questão preocupante para não se matar o rio logo ao nascer. Outra questão neste debate é sobre o não uso do agrotóxico e assim evitar poluição no rio“, destacou o deputado Odacy Amorim.

Representantes da presidência da Codevasf foram chamados para compor a mesa e integrarem o debate, como o Chefe do Escritório de Representação de Recife, Marcelo Teixeira e Elijalma Augusto Beserra, gerente de revitalização de bacias do rio São Francisco da Codevasf, 3ª Superintendência Regional de Petrolina. Ele elencou ações que a empresa pública vem desenvolvendo na região.

“Para nós das Codevasf, a revitalização é um elemento importante na busca do desenvolvimento. Para a gente, não ainda trabalhar apenas a revitalização do rio, mas por todo o bioma. Temos executado ações de revitalização implementadas pela Codevasf na bacia do São Francisco nos 69 municípios do estado de Pernambuco”, frisou Elijalma.

O titular da 3ª GRR listou as intervenções de destaque nesse processo de participação da Codevasf na proteção ao rio São Francisco e destacou ações para os Arranjos Produtivos Locais, agricultura familiar, de combate a processos erosivos, tratamento de resíduos sólidos, implantação de sistemas de esgotamento sanitário e de abastecimento d’água, construção de barragens e aguadas de controle, perfuração e instalação de poços e instalação de cisternas.

Outro ponto importante da participação de Elijalma no debate proposto para a Assembleia Legislativa é a parceria com a Compesa na implantação do esgotamento sanitário e das Unidades de Conservação Serra da Canoa, do Parque Estadual Serra do Areal e do Refúgio Silvestre Riacho Pontal para preservação do bioma Caatinga, no sertão pernambucano.

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, ressaltou a fragmentação da Política Nacional de Saneamento. De acordo com ele, existe uma multiplicidade de agências reguladoras e legislações, que impedem os avanços. Roberto defendeu a necessidade de um pacto nacional. E observou o baixo índice de cobertura de esgoto em Pernambuco, de 20% que não é realidade apenas do Estado.

“São números que mostram que o o saneamento não foi prioridade das últimas cinco décadas no País e isso se refletiu nos estados, especialmente m Pernambuco”, acrescentou.

Representando o prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, o diretor presidente da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMA), Gleidson Castro de Souza, afirmou que o Rio São Francisco é fundamental para o desenvolvimento do Nordeste. Outros parlamentares e demais convidados prestigiaram o Grande Expediente da Revitalização do Rio São Francisco. O vereador José Batista da Gama representou a Câmara de Vereadores de Petrolina.

CODEVASF EM PERNAMBUCO – 3ª SR

Blog do Banana

Deixe seu comentário