Bolsonaro é denunciado em Haia por destruir a Amazônia

Jair Bolsonaro já é alvo de várias ações no Tribunal Penal Internacional em razão do genocídio provocado por seu governo na questão sanitária, mas agora será processado também pela questão ambiental. “‘O planeta contra Bolsonaro’. É com esse lema que entidades ambientalistas, cientistas e ex-juízes levarão nesta terça-feira uma denúncia contra o presidente brasileiro no Tribunal Penal Internacional (TPI) por crimes contra a humanidade”, informa o jornalista Jamil Chade, correspondente internacional do Uol.

“A iniciativa é liderada pelo grupo All Rise, que nesta terça-feira apresentam o caso à procuradoria da corte, com sede em Haia. Essa é a sétima denúncia contra Bolsonaro que se conhece no TPI. Mas a primeira a tratar especificamente de sua política ambiental. O processo é longo e, numa primeira etapa, cabe à procuradoria avaliar se a denúncia é válida, antes de abrir um processo preliminar de investigação. A queixa ainda ocorre uma semana depois que, na ONU, o governo brasileiro agiu para enfraquecer uma resolução que declarou o meio ambiente saudável como um direito humano. Agora, em Haia, a esperança dos autores da queixa é de que o TPI abra um processo, o que significaria ‘um precedente que acabe com a impunidade para predadores ambientais'”, prossegue Chade. (247)

Deixe seu comentário