Cartão de Defesa Civil é apresentado em Petrolina

A fim de facilitar a liberação de recursos vindos dos Governos Federal e Estadual, para causas emergenciais de Defesa Civil, foi criada a Portaria de Universalização do Cartão de Pagamento de Defesa Civil (CPDC), desenvolvido pelo Ministério da Integração Nacional, com o apoio do Banco do Brasil (BB) e Controladoria Geral da União. Na tarde da última sexta-feira (03), foi realizado uma reunião entre representantes dos órgão envolvidos no escritório da agência do BB de Petrolina para que fosse apresentado à Defesa Civil do município o projeto Cartão Ponto a Ponto.

O Projeto Cartão Ponto a Ponto viabiliza o uso de um cartão corporativo, já usado em outras cidades do país, para que a burocracia no repasse de recursos seja suavizada. Lançado em agosto de 2011, o projeto piloto está em execução em 25 municípios dos estados de Pernambuco, Rio de Janeiro, Alagoas, Rio Grande do Sul e Santa Catarina; cenários de grandes desastres naturais nos últimos anos. Dessa maneira, a Defesa Civil em Petrolina poderá também com mais eficiência e rapidez amparar a população em casos de enchentes, escassez de água, desastres naturais e restabelecimento de serviços essenciais; beneficiando mais pessoas. O cartão terá como titulares três pessoas, entre elas o Secretário de Segurança Cidadã, Cel. Daniel Ferreira.

O Secretario de Segurança afirma que o processo que viabiliza a aquisição de um cartão como esse é muito importante para Petrolina, pois ele auxiliará o trabalho de Defesa Civil na assistência as famílias. “As pessoas receberão com mais agilidade os recursos federais e estaduais, além do poder público municipal que está sempre cuidando para melhor servir a todos” destacou o Cel. Daniel. Agora, o município tomará as providência cabíveis, resultado no preenchimento de formulário para envio ao BB. A previsão que em breve, Petrolina já disponha desse benefício.

O cartão criado pelo Banco do Brasil atendeu a solicitação do Ministério da Integração Nacional e da Controladoria Geral da União também como meta de propor transparência na execução dos gastos com a Defesa Civil. A partir da aquisição, será possível acompanhar a utilização dos recursos pelo Portal da Transparência.

Fonte: Asecom PMP

Deixe seu comentário