Com Salvador em dia calmo, grupo de PMs em greve prepara assembleia

O grupo que mantém parte do efetivo da Polícia Militar (PM) da Bahia em greve realiza nova assembleia neste sábado (11), no Sindicato dos Bancários, no centro da capital baiana. A reunião, prevista para ocorrer a partir das 16h, começou com atraso e não tem previsão de término. O encontro tem participação de integrantes da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), cujo líder foi preso por suspeita de participar de atos de vandalismo.

Nesta manhã de sábado, baianos e turistas que circularam pelas ruas da capital encontraram  rotina normal nos serviços públicos e no comércio. O movimento nas praias é considerado normal. A Secretaria de Segurança Pública da Bahia divulgou balanço com registro de 12 homicídios na sexta-feira (10), em Salvador e região metropolitana. Entre a madrugada e a manhã deste sábado, ocorreram dois assassinatos.

Na assembleia realizada na noite de sexta-feira, os grevistas decidiram continuar a paralisação que completa hoje 12 dias. O governo convocou os grevistas a retornarem ao trabalho, sob pena de corte no ponto e processo administrativo. O comandante geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, declarou que, para para o comando, a greve já foi encerrada e 85% dos trabalhadores já assumiram seus postos. O governo do estado manteve a proposta de 6,5% para os policiais.

Mesmo com parte da corporação insistindo em manter as atividades paralisadas, a rotina de moradores e turistas em Salvador volta à normalidade. O cenário nas ruas neste sábado é de movimentação intensa, comércio aberto e praias cheias, bem diferente do que ocorreu no final de semana passado. A volta ao clima de tranquilidade começou após a desocupação do prédio da Assembleia Legislativa, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador, e com a prisão dos homens apontados como líderes do movimento.

 As lojas abriram normalmente na manhã deste sábado, na Avenida Sete, principal centro comercial de rua em Salvador. Viaturas da Polícia Militar e homens do Exército atuaram na segurança. No Centro Histórico, turistas circulavam tranquilamente e trabalhadores encerram os últimos reparos na estrutura do carnaval, que vai começar na quinta-feira (16). Na Liberdade, um dos bairros mais populosos de Salvador, o comércio abriu e foi mantida a grande movimentação das compras típicas dos sábados. A praia da Barra, um dos principais cartões-postais da capital, ficou lotada durante toda a manhã.

 Fonte: Uol.com

Blog do Banana

Deixe seu comentário