COMPESA TENTA FECHAR REGISTRO NO BAIRRO SANTA LUZIA, MAS DONAS DE CASA NÃO DEIXAM (NÃO QUEREMOS VOLTAR A ÉPOCA DO CHAFARIZ)

A situação do abastecimento de água em Petrolina fica cada vez mais crítica. Hoje, um grupo de mulheres guerreiras: INÁRCIA OLIVEIRA,  SOCORRO NETO (FEAMUPE), MARIA AUXILIADORA (DORA) E DONA ALDA MARIANO , entre muitas outras  do Bairro Santa Luzia, zona leste da cidade , estão inconformadas com o procedimento atrasado e arcaico que a COMPESA vem adotando na calada da noite para esconder o problema de abastecimento de  água (O FECHAMENTO DE REGISTROS). Esse procedimento já vinha sendo adotado a 1 mês, prejudicando as atividades das donas de casas. Segundo as reclamantes, o gestor Sr. Reginaldo Lopes, Diretor da COMPESA, tenta resolver o problema de forma paliativa e sem ouvir a comunidade.

Hoje, 25.02, quando o seu subordinado ,que não quis se identificar, tentou fechar o registro por volta das 04h30min da manhã, as donas de casa tentaram conversar com ele para tirar alguns esclarecimentos, mas o mesmo ,de forma ditadora, disse que estava ali para cumprir ordens da chefia da COMPESA. Ai, o bicho pegou e as mulheres colocaram o mesmo para correr do local. No ato, também estiveram dando apoio, o líder comunitário Paraíba e o Repórter Cláudio Farias da Rádio da Voz do São Francisco (Emissora Rural), a Rádio Petrolina FM e a Rádio Jornal, que disponibilizou a linha dos telefones onde o evento tomou grande proporção. Equanto a COMPESA implanta um sistema de fechamento de registro, nossos políticos ligados ao Governo do Estado estão com a boca fechada há muito tempo.

Texto: Ricardo Banana

Fotos:  Alda Mariano

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário