Comunidade do bairro São Jorge receberá a 52ª unidade do Nova Semente

Atendendo mais 60 crianças do município com alimentação, cuidados pedagógicos, nutricionais e educação de qualidade, o prefeito Julio Lossio inaugurará hoje (15), a 52ª unidade de acolhimento Nova Semente que será intitulada de ‘Pingo de Sabedoria’. A solenidade ocorrerá às 18h30 na Rua 07, n° 06, Bairro São José.

O Programa Nova Semente existe há 1 ano e 5 meses em Petrolina, e nesse período 3.060 crianças de 0 a 6 anos já foram beneficiadas no período de 12h diárias, com cuidados pedagógicos, odontológicos e educação infantil de qualidade. A meta da gestão é entregar até o final do ano 100 unidades, o que corresponde a 6 mil crianças beneficiadas. Com a inauguração de amanhã fica mais perto de alcançar essa meta, que chegará a 3.120 crianças atendidas pelo programa.

Segundo a gestora da Unidade ‘Pingo de Sabedoria’, Yapoyra dos Santos, a situação das famílias do bairro São Jorge era complicada, porque as mães deixavam as crianças com parentes e saiam para trabalhar na área rural ou como diaristas, realidade que mudará a partir de amanhã. “Sei que muita coisa vai mudar, pois iremos conseguir a vitória e fico lisonjeada em saber que fiz parte dessa conquista. Para mim o Programa Nova Semente é muito bonito, porque com ele aprendemos a ser mais fortes e firmes, principalmente porque trabalhamos juntas”, avalia.

‘Nosso programa tem atraído olhares de vários locais da região, do Brasil e até do exterior. Isso é resultado de um trabalho sério e compromissado com a educação infantil que é a base para que qualquer cidadão cresça sadio, num ambiente confortável e seguro. Nossa meta aos poucos vai se cumprindo e o resultado é notório no olhar de cada criança e de cada família beneficiada e isso nos deixa muito feliz”, desabafa o prefeito Julio Lossio.

A 52ª unidade de acolhimento terá 04 salas sendo: 01 berçário, 01 maternal I, 01 maternal II e Pré-Escolar. Além das salas haverá no local área para escovação (escovódromo), cozinha e dois banheiros.

 

Texto: Élida Maria

Blog do Banana

 

 

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário