Denunciar para Proteger: Petrolina contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescente

O Brasil ainda é um país com altos índices de exploração e abuso sexual de crianças e adolescentes, são 50 casos registrados por dia. Mesmos com os avanços proporcionados pelo Estatuto das Crianças e dos/as Adolescentes são assustadores as situações de violências que estão submetidos esses/as sujeitos/as de direitos. Em 2015 o Disque 100 registrou 17.588 denúncias de violências sexuais, o que se apresenta alarmante, ainda mais quando sabemos que muitos dos casos não são registrados.

Os abusos sexuais acontecem em diferentes situações e por diversos sujeitos, inclusive familiares. Os estupros ocorrem também de modo coletivo, como o caso da adolescente no Rio de Janeiro que estarreceu a sociedade brasileira. A maioria das vítimas são mulheres, negras, pobres e periféricas. Filhas de trabalhadoras e trabalhadores que, pela escassez de políticas públicas e recursos econômicos, encontram-se em situações vulneráveis a toda forma de violência.

Os índices de violências sexuais tendem a crescer em períodos do ano como o carnaval. A festa que alegra nossos espíritos também violenta os corpos de nossas crianças e adolescentes, sem falar da indústria montada para exploração sexual/econômica desses mesmos corpos.

É no sentido de construirmos uma cultura do cuidado e proteção desses/as sujeitos/as é que lançamos a campanha “Denunciar para Proteger: Petrolina contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescente”. Estimulando assim que toda a população esteja mobilizada a denunciar os casos de violências ocorridos em nossa cidade, principalmente nesse período carnavalesco.

Ascom Vereador Gilmar Santos

Blog do Banana

Deixe seu comentário