Dilma lamenta morte de Chico Anysio

A presidente Dilma Rousseff divulgou nota nesta sexta-feira, dia 23, em que destaca os talentos do humorista Chico Anysio, 80, que morreu na tarde de ontem, e se solidariza com os parentes e amigos do humorista.

Na nota, a presidente afirma que ele “foi um dos artistas mais brilhantes que o nosso país já produziu”.

“Com o seu talento e sensibilidade, criou e interpretou caricaturas inesquecíveis de tipos humanos. Trabalhou incansavelmente durante toda a vida para levar alegria e diversão aos brasileiros”, afirma trecho do texto.

“Nessa hora de tristeza, quero me solidarizar com os seus parentes, amigos e com toda a legião de admiradores que conquistou com a sua criatividade”, afirmou a presidente.

A ministra da Cultura Ana de Hollanda também lamentou, em nota, a morte do humorista. Ana afirmou que poucos artistas tiveram uma trajetória tão vitoriosa quanto a dele e ressaltou os talentos múltiplos de humorista, escritor, locutor, roteirista, artista plástico.

“O humor de Chico era, ao mesmo tempo, popular e cerebral. Por meio do Coronel Limoeiro e de Pantaleão, retratou o sertanejo. Vestido de Salomé, aconselhou presidentes. Pelo Professor Raimundo, mostrou ao homem comum a importância da escola e da educação. Certa vez, Chico lamentou que a vida chegasse ao fim. Legou, porém, uma imensa e valiosa obra. Minha solidariedade e do Ministério da Cultura aos parentes e amigos nesse difícil momento”, diz a nota.

Chico Anysio faleceu após 112 dias internado no Hospital Samaritano, no Rio. Boletim médico informou que o paciente não resistiu a uma parada cardiorespiratória e a morte ocorreu por conta de falência múltipla dos órgãos decorrente de choque séptico causado por infecção pulmonar.

Fonte: Band.com.br

Blog do Banana

Deixe seu comentário