Distrito Industrial continua a mercê da sujeira

Certo dia vi a prefeitura limpando o Distrito Industrial, passei hoje pelo local e vi que em uma rua famosa por se tornar quase um verdadeiro lixão colocaram gelos baianos para interditar a rua. Deve ter sido em uma tentativa de impedir que os mau educados de Petrolina continuassem despejando lixo lá. Fiquei bem feliz ao ver que, pelo menos, o problema havia sido resolvido. Mas a alegria durou pouco, segui por outra rua e me deparei com vários, muitos pontos mesmo, inundados de tanto lixo. Tinha de tudo, e o fedor beira o insuportável.

Curioso pelo descaso e a falta de respeito com que aquela área é tratada, é obvio que fico me questionando porque ninguém, além da Prefeitura, não faz nada. De olho nessa situação, aproveitei o dia da limpeza e perguntei a uma das pessoas que estavam no local o porque de todas as vezes que a Prefeitura limpava a área, logo vinha gente para jogar lixo, como resposta eles disseram que seria colocados os gelos baianos, mas que não era obrigação da Prefeitura fazer o serviço e que estavam fazendo por causa de uma reunião onde ficou acertado que logo em seguida a limpeza, a AD Diper colocaria uma vigilância de moto para coibir o despejo de lixo no Distrito e também melhorariam a iluminação do local, o que já dificultaria o pessoal de deixar lixo lá durante a noite; além de evitar acidentes por falta de visibilidade.

A Prefeitura vi que fez sua parte, mas já o estado; esse que nos deixa sempre na mão, não se mexeu da zona de conforto pra nada. Só não digo que tudo está na mesma, porque, obviamente, não está diante desse cenário, aonde muitas ruas viraram depósito de lixo. E eu pergunto: Será que a Prefeitura terá que interditar todas as ruas do Distrito para que não joguem mais lixo? Ou não seria mais fácil a AD Diper cumprir o acordo e resolver esse problema. Cada uma fazendo sua parte, entendo que seria bem melhor. Sem esquecer da iluminação precária que é aquele trecho. Essa semana, no conhecido “Trecho da Morte” mais uma pessoa ia se acidentando, e feio, por causa da falta de iluminação e da buraqueira, bem verdade feita pela Compesa, mas que está lá, servindo de desculpa para tirar a vida de muitas pessoas. Vão esperar morrer mais quantas pessoas para resolver também a situação? Seja a compesa para tapar seus serviços mau feitos, o que é uma falta de respeito das grandes, ou a AD Diper, para obrigar também a fazer isso. A final é sua área.

Só me resta lamentar, em ver que aqueles que detém o poder, ficam tão maravilhados na zona de conforto, que esquecem para que realmente foram colocados na cadeira tão almejada, por muitos, como é a função que muitos ocupam no estado e dentro das grandes empresas; que dizem estar lá para servir o povo. Não é isso que tenho visto. Infelizmente, a realidade é muito mais cruel, por estarmos relegados ao esquecimento para nos adaptarmos ao que nos impõem. Lamento, mas eu não quero isso e nem me conformarei com essa situação.

João Pedro Tavares
Cidadão comum, mas indignado por ser deixado no ostracismo.

Blog do Banana

Deixe seu comentário