Em palestra na Facape, presidente do Conselho de Serviço Social de Pernambuco diz que cursos à distância são o maior desafio da categoria

imagemNo Dia do Assistente Social, a Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) reuniu os estudantes e profissionais da área para discutir os principais desafios da profissão. A palestra, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (15), foi ministrada pelo presidente do Conselho Regional de Serviço Social (CRESS/Pernambuco), Celso Severo.

O evento foi aberto com uma apresentação dos alunos da Escola municipal Paulo VI, em Juazeiro. Estudantes do 1º período do curso de Serviço Social da Facape também apresentaram uma composição própria sobre a Revolução Industrial.

O CRESS/Pernambuco é composto por cerca de oito mil assistentes sociais. Segundo Celso, é uma profissão predominantemente feminina, já que mais de 90% dos profissionais são mulheres. Entre os principais desafios da área, está a proliferação dos cursos de Serviço Social à distância.

“Nosso grande problema hoje é em relação aos cursos à distância. Todas as entidades ligadas ao Serviço Social se colocam contrárias a essa modalidade de ensino por entender que ela não atende aos pré-requisitos para uma formação de qualidade, que baseie o profissional dentro dos princípios éticos e políticos que a categoria defende”, explicou.

Nessa perspectiva, o presidente do CRESS destacou a importância do curso da Facape. “O curso é novo, presencial e está dentro das diretrizes curriculares que defendemos diante da atual conjuntura”, destacou.

Seminário acadêmico

A palestra fez parte do 2º Seminário Acadêmico de Serviço Social. O evento será encerrado amanhã (16), às 15h, com a palestra ‘A interdisciplinaridade no Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes’, ministrada pela professora Maria Lúcia Silva Souza, no auditório da biblioteca da Facape.

ASCOM/FACAPE

Blog do Banana

Deixe seu comentário